sexta-feira, 8 de maio de 2009

Gilles Villeneuve

exatos 27 anos a Formula 1 perdia um dos mais rápidos pilotos de sua história. Gilles Villeneuve, dono de uma tocada até então vista apenas em Ronie Peterson.


Pneu furado? Suspensão quebrada? Não. apenas Gilles na sua tocada
"normal".

Gilles era rápido, mas sofria muitos acidentes; pilotos como ele, que andam sempre no limite (seja o próprio ou o do equipamento), acabam, geralmente, da mesma forma. Sofreu um acidente antológico na curva Villeneuve, em Imola, que ficou conhecida por esse nome após o referido acidente. Também não era só em acidentes que Gilles se destacava. Travou contra Arnoux o duelo mais espetacular da história da F1. Com tudo que tem direito: batendo roda e fazendo curvas lado a lado. Gilles levou a melhor na disputa, conferindo-lhe o segundo lugar.



Acima, o vídeo do duelo. Gilles de Ferrari e Arnoux de Renault (na descrição do vídeo diz
"Williams-Renault" - cada um que me aparece que parece dois...). Repare no amadorismo
da organização da prova naqueles tempos.

Mas o acidente que tirou-lhe a vida foi em Zolder. Gilles viu um carro mais lento (o March de Jochen Mass) a frente durante os treinos. Mass abriu passagem para o mesmo lado que Gilles resolveu ultrapassar. O resultado foi o toque entre as rodas dos carros, catapultando sua Ferrari ao ar. A Ferrari, ao aterrissar, bateu com o bico no chão, partindo o carro em dois. O vídeo dá um close no carro quando este finalmente pára. Para surpresa de todos, Gilles não está no carro. Com o impacto e a cisão do cockpit, seu corpo vou para o outro lado da pista, ainda preso ao assento. Gilles perdeu o capacete e uma sapatilha com o "vôo". Os fiscais que primeiro prestaram socorro ao canadense averiguaram que ele não mais respirava. Foi dado como morto horas depois num hospital próximo ao circuito. A causa da morte foi várias fraturas ao nível da coluna cervical (pescoço).




Um piloto que fazia valer o ingresso. Foi-se cedo, deixando números que não fazem justiça ao seu talento.

Frases:

"Os protótipos de fábrica são caixões sobre rodas."
Nelson Piquet, referindo-se às Ferrari e Renault.

"Olha, era rápido. Mas eu acho que o problema era o capacete. Penso que usava um número menor e isso espremia-lhe o cérebro. Era botar o capacete que saía fazendo merda."
Nelson Piquet, sobre Gilles.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Este é o momento mais gratificante do blog. Deixe seu comentário e faça um blogueiro feliz!